"A Esperança não é um Sonho, mas uma maneira de traduzir os sonhos em realidade" - Martin Luther King
Segunda-feira, 11 de Fevereiro de 2008

Uma análise bem profunda

Ando um pouco desanimada! O trabalho tem sido non stop. Raios parta os orçamentos!!!

A morte da S. veio a agravar o meu estado de espírito. A morte dela fez-me repensar na vida e reajustar alguns pormenores à primeira vista insignificantes.

Gostava de adoptar o lema "viver este dia como se fosse o último", mas o meu feitio um tanto ao quanto metódico e analista ainda não me permite libertar para esse conceito.  

Decidi também que por uns tempos não quero pensar numa possível gravidez. Se acontecer muito bem senão também não me vou torturar nem lamentar!!! Vou pôr este assunto nas mãos divinas.

Analisando esta minha ansiedade de uma forma mais racional penso que andava mais impaciente para engravidar por um lado pra compensar uma perda, por outro para poder provar que consigo ter um bébé saudável e também para poder dar uma felicidade à minha familia. Como vou explicar isto, sinto que desapontei toda a gente com esta gravidez abortada (embora tenha consciência que não tive culpa). E a minha ansiedade era porque queria a toda a força poder compensar esse desgosto e mágua com uma nova gravidez.

Cheguei à triste conclusão que nestes meses tenho tido pena de mim própria e, simplesmente isso é horrível!! Por isso, resolvi livrar-me deste"tormento" e encarar a minha vida de uma forma mais serena, paciente e sem dramatizar os "contratempos" que me vão surgindo

 

 

sinto-me:
publicado por Princesa às 21:32

link do post | pode comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 28 de Janeiro de 2008

Um grito silencioso

 

Hoje um casal foi ao meu trabalho e muito contentes anunciaram que vão ser pais de uma menina cujo nome será Maria Inês. Ainda tentei acompanhar a conversa mas tive de me ausentar pra casa de banho porque as lágrimas teimavam em sair. Xiça, eu também ia ter uma menina de nome Maria Inês e tal como eles também andava radiante e orgulhosa com a minha gravidez. 

Esta dor, esta mágua, esta tristeza que sinto anda por vezes adormecida mas quando surge este tipo de situações, completamente vulgares e normais, esses sentimentos despertam e consomem-me interiormente.

 

Escrevia eu no outro dia sobre injustiças... esta foi a maior injustiça que me aconteceu, sim porque eu acho que isto foi mesmo uma injustiça!!!

 

Mas, apesar da minha "revolta interior", fico contente por todos os casais contemplados com uma gravidez saudável desejando a todos o melhor.

E que daqui a uns tempos também eu possa voltar a sorrir e deitar de uma vez por todas esta tristeza pra trás das costas.

 

sinto-me: down
publicado por Princesa às 20:25

link do post | pode comentar | ver comentários (6) | favorito
Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2007

OK, vou continuar a tentar....

Pronto, afinal os sintomas eram falsos... recebi a visita do meu "amigo" mensal.

Um pouco desiludida, vazia e muito apreensiva porque receio que os sintomas fossem psicológicos. Eu sei que a mente é muito forte e talvez "obrigue" o corpo a responder ao pensamento. mas, não posso deixar-me levar por estes pensamentos. Tenho de ter força para encarar os meses seguintes caso o resultado seja o mesmo.

Bolas, que mundo injusto! Algumas mulheres engravidam sem o desejarem, rejeitam a ideia de ter um filho e não exitam em abortar, outras mulheres que tanto desejam um, não conseguem. Não me refiro propriamente a mim porque eu afinal só demorei 7 meses pra engravidar, mas depois de me acontecer o que me aconteceu fiquei com medo de não voltar a conseguir. Não páro de repetir pra mim própria: "vais conseguir novamente e desta vez vai ser saudável". Mas, tenho de confessar, a esperança e o optimismo desvanece temporariamente.

 

 

sinto-me: desiludida
tags:
publicado por Princesa às 20:04

link do post | pode comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 30 de Novembro de 2007

Revolta e Tristeza

Cá tou eu novamente... tou a gostar disto.

 

Agora que acabei o fantástico livro "Exremamente Alto, Incrivelmente Perto" do Jonathan Safran Foer (que recomendo) e que ainda não encontrei outro, na minha estante à altura deste, vou dedicar-me um pouco mais ao blog.

 

Vou tentar acabar a história que iniciei ontem.

 

O Resultado da amniocentese chegou finalmente. Lá vamos nós extremamente nervosos. Médico: O resultado é pior do que suspeitávamos, o bébé não tem trissomia 21 mas sim a 13. Patologia muito mais grave e fatal que a 21. Se resolver continuar com a gravidez, aviso-a já que o bebé vai sobreviver dias, 1 mês no máximo e vai ter problemas extremanente complexos e graves.

NÃO PODE SER, isto não nos tá a acontecer!!!!!!!!! É o nosso 1º filho, não nos façam isto, é um sonho a ser destruído, um pesadelo!!!

Depois de muito choro, indignação e revolta lá optamos pelo aborto às 17 semanas e tal.

Ao ser internada faço uma ecografia, coração já não se ouve, morreu, foi-se... não resistiu.

Começam a induzir o "parto", 1º dia: nada!, 2º dia (dose mais forte): nada, mas muita perda de sangue, 3º dia (mudança de medicamentos): começam algumas contracções, nada de especial, já não me consigo levantar de estar tão fraca, têm de me pôr fralda (que humilhação), chichi pra arrastadeira e com ajuda. Dilatação: nada!! 22h e quase desmaio, as parteiras socorrem e, talvez por acharem que passa a mais lá resolvem apressar o processo. Uma delas põe a mão, a outra pressiona a barriga e a 3ª segura-me a mão pra me impedir de bater na 2ª.

FOGO, doi.... não sei se grito, se choro ou se simplesmente blasfemo. Ai Ai Ai, não me voltam cá a apanhar, isso é de certeza!!! Mas depois de passar, esqueci-me num instante das dores.

4º dia ainda não posso ir pra casa, tenho de levar uma transfusão, minha hemoglobina está baixa.

5º dia lá vou eu pra casa, com um vazio e uma tristeza dentro de mim. Nunca chorei no hospital à excepção de quando me disseram que era uma menina. Nunca demonstrei os meus sentimentos, a minha fragilidade mas quando entrei em casa desmoronei e chorei chorei chorei.

Agora tou melhor, sensivel ainda... todos os dias me lembro do que aconteceu.

Fizemos o cariotipo (análise genética) e felizmente não temos nenhuma anomalia. Deve ter sido um caso pontual, diz o médico. A ver vamos.

 

 

publicado por Princesa às 17:11

link do post | pode comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 29 de Novembro de 2007

O Inicio...

Hummm.... criei um Blog!! Eu, que de computadores percebo pouco, consegui criar um blog!!!

Há tanto tempo que queria experimentar.

Hoje sinto-me estranha, enjoada, mal disposta e quadrada. Gravidez? Será? BOA!!! E porque será que não me sinto feliz e aos pulos de contente? Talvez porque não há muito tempo que tive esses sintomas e afinal o que parecia um sonho revelou-se um pesadelo. Ou seja, eu vou tentar explicar.

Talvez porque a minha vida e relação atingiu uma estabilidade que decidi engravidar, após 7 longos meses começaram os sintomas. Com receio de ser delirio meu tardei em fazer o teste, mas muito confiante lá fui. "Parabéns, vai ser mamã". Yupie, vou ter um bébé, mas porque é que estou a chorar? Será emoção, felicidade ou medo? Talvez tudo misturado. 

Depois do choque inicial vieram os enjoos, o sono, o cansaço, etc...

1ª ecografia: um feijãozinho, que lindo. Não resiti, contei a meio mundo, tinha razões pra partilhar a minha felicidade.

2ª ecografia: 12 semanas. Médico: aparentemente está tudo bem, a única alteração que vejo é a nuca um pouco espessada. Nós: E isso significa o quê? É grave?

Nuca espessada, que raio é isso? Nem aparece na net!! Santa ignorância a minha. Não deve ser grave, somos saudáveis, desportistas, jovens!!!

Resultado do exame chegou. Lá fomos nós numa correria pro consultório. Médico com estas palavras: O resultado revela probabilidade elevada de ter um bebé portador de trissomia 21. Nós: WHAT?? Não é possivel!!!!

Segue-se a Amniocentese, pra confirmar. 3 semanas de incerteza, muita ansiedade, muito sofrimento...

 

E hoje, fico por aqui, já tou emocionada... amanhã conto o resto.

publicado por Princesa às 23:33

link do post | pode comentar | ver comentários (1) | favorito

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.minha história

.histórias recentes

. Uma análise bem profunda

. Um grito silencioso

. OK, vou continuar a tenta...

. Revolta e Tristeza

. O Inicio...

.histórias passadas

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.pesquisar histórias

 

.tags

. todas as tags

.links